Sócios SBRASH


Se você já é associado da SBRASH confira seu cadastro aqui.

Se quiser corrigir as informações publicadas, clique aqui.

Se ainda não é associado, filie-se aqui.

Atualize a sua situação com a SBRASH. Corrija erros e informações incompletas.

 

RBSH - Volume 18 - No. 2 - 2007 PDF Imprimir E-mail

Destaque desta edição

A Família Como Base da Constituição de Crenças e Valores Sexuais
Maria Luiza Macedo de Araújo

COMENTÁRIOS
Abordando especificamente o sistema de crenças e valores sexuais, é na família que a criança terá as primeiras vivências de carinho, afeto, toque, amor, compreensão ou então, rejeição, distanciamento, desamor. Cada família é um microcosmo que será afetado pelas vivências de seus constituintes uma criança, ao nascer, pode trazer felicidade, alegria, preocupação, decepção, enfim, pode haver muitos sentimentos opostos latentes no lar que a recebe. Este lar pode ser composto de pessoas que se amam ou não, pode ser composto de um casal de sexos opostos ou do mesmo sexo (FÉRES-CARNEIRO, 1998), pode ser composto por apenas um genitor ou parente mais próximo. Os limites podem ser claramente colocados para a criança ou não. Ela pode ter a capacidade de desenvolver-se de forma harmoniosa ou não. As vivências acerca da sexualidade podem estar num continuum que vai da extrema repressão até a extrema liberalidade, com total falta de limites.

É na família que acontecem abusos sexuais em relação à criança (podendo ser cometido pelo genitor, padrasto, ou outros parentes, geralmente) e esses abusos podem deixar marcas profundas que irão acompanhar o sujeito por grande parte de sua vida, o que não significa que todas as pessoas abusadas terão problemas futuros, mas é grande a probabilidade (SAFFIOTI, apud RIBEIRO, 1999). A violência doméstica é outra fonte de problemas para uma pessoa que está em desenvolvimento, pois terá a visão no próprio lar deviolência e impotência em relação ao (à) agressor(a) (ARAÚJO, 2000; SANDI E ARAÚJO, 2000).
Porém, também existem lares em que o amor e a compreensão são vivenciados em sua plenitude, nos quais há diálogo entre pais e filhos, em que os limites são colocados de forma a acompanhar a realidade da criança e a possibilidade de sua adaptação à sociedade sem deixar de se afirmar. Um outro fato importante a ser considerado é a religião praticada ou não pelos pais, pois algumas famílias estão presas a religiões altamente repressoras em relação à sexualidade e os pais podem passar esta carga de repressão aos filhos. Porém, cada sujeito irá absorver o que lhe é passado de forma totalmente individual e, em outros lares a religião é vivenciada de forma não repressora (ARAÚJO, 1997).
A mídia é outra fonte de formação de atitudes e de aprendizagem social, pois está presente em quase todas as facetas da vida atual e irá influenciar os pais que, por sua vez, estarão na área de maior relevância para a criança. Então, não é tão simples dizer que a família influencia a criança, pois existe uma interdependência e interatividade cada vez maior entre os seres humanos no mundo globalizado. Hoje, o lar não é um núcleo isolado, mas está em constante interação com as diferentes forças sociais e o grande desafio é não se deixar levar por elas. Portanto, é necessário que o núcleo familiar esteja consciente do seu papel de formador de crenças e valores de forma geral, e em especial, o sistema sexual que o indivíduo irá desenvolver ao longo da vida, tendo um posicionamento crítico, para que não se deixe levar por modismos ou apelos da mídia.

Veja o que mais você pode encontrar nesta edição

Sumário

Normas Para Publicação
 
Editorial
   
X Congresso Brasileiro de Sexualidade Humana
  15 a 17 de outubro de 2007. Recife, PE
   
Tema: Sexual(idades)
Subject: Sexuality
  A sexualidade da criança
Child sexuality
  Maria Alves de Toledo Bruns
   
Tema: Família e Sexualidade
Subject: Family and Sexuality
  A família como base da constituição de crenças e valores sexuais
The family as the foundation of the constitution of beliefs and values
  Maria Luiza Macedo de Araújo
  A importância da relação parental na estruturação dos primeiros “elos eróticos leves”
Sexuality and family – the importance of the parent relations in the first “light erotic links”
  Maria do Carmo de Andrade Silva
 
Tema: Família, Casais e as Novas Configurações
Subject: New patterns for Family and Couples
 

O sentido das relações amorosas na contemporaneidade
The meaning of loving relations in contemporaneity

  Adriana Martins Rabelo, Ana Lúcia Francisco
 
Tema: Amores Especiais
Subject: Special Loves
  Porque especial?
Why is it special?
  Manuel Aguiar
 
Tema: Educação Sexual Formal nas Escolas
Subject: Formal Sex Education in Schools
  Educação sexual: O trabalho com crianças e adolescentes
Sexual education: Working with children and teens
  Marcos Ribeiro, Wagner Reis
  Orientação sexual como tema transversal
Sexual orientation as a transversal theme
  Ana Cristina Canosa Gonçalves, Elsa da Silva Palhaes
  Educação sexual: família, escola e temáticas especiais em educação
Sexual education – family and school facing the special thematics in education
  Tereza Cristina Pereira Carvalho Fagundes
  Formação do educador a distância: Interfaces com educação sexual
Distant educator’s formation: Interface with the sexual education
  Sônia Maria Martins de Melo
   
Tema: Gênero e Sexualidade
Subject: Gender and Sexuality
  Masculinidades e saúde do homem: A construção de vulnera(há)bilidades
Masculinities and men’s health: Construction of vulnerable(há)bilities
  Geórgia Sibele Nogueira da Silva
   
Tema: Homoerotismo
Subject: Homoerotism
  Homofobia: Uma praga cristã
Homophobia: A Christian plague
  Luiz Mott
   
Tema: Cultura, Mídia e Sexualidade
Subject: Culture, the Mídia and Sexuality
  Origem do mundo: o desejo e uma certa brutalidade nas lembranças de Hermilo Borba Filho
The origin of the world: desire and a certain brutality in the remembrances of Hermilo Borba Filho
  Luiz Augusto da Veiga Pessoa Reis
  Conferência: Sexo, amor e dinheiro
Conference: Sex, love and money
  Oswaldo Martins Rodrigues Jr.
   
Tema: Sexualidade e Produtividade
Subject: Sexuality and Productivity
  A comunicação do casal e o bem-estar sexual
Couple’s communication and the sexual well being
  Vitória Menezes
  Sexualidade, afetividade e produtividade na contemporaneidade: Algumas reflexões
Sexuality, affectivity and productivity in the contemporary: Some reflexions
  Veridiana Alves
   
Ficha para Atualização de Dados e Anuidade
   
Proposta de Inscrição
 
< Anterior   Próximo >